Quão longe você deve ir para ajudar alguém?

Quão longe você deve ir para ajudar alguém? Isso é uma dúvida que me perturba bastante. Eu vejo várias coisas que eu poderia fazer para ajudar certas pessoas, mas, por outro lado, eu não vejo que elas queiram essa ajuda. Minha ideia sobre esse assunto ainda não é clara.

Às vezes, minha consciência se expande e eu sinto que tenho resposta para problemas e dúvidas dos outros. Não sei até que ponto isso é fruto de minha arrogância e pretensão e nem até que ponto isso é verdade. O ponto é que essas soluções, ideias, sugestões, pensamentos, surgem em mim, como se fossem verdades óbvias, oriundas da simples constatação, e não resultados de uma análise.

Qual é a cor do céu em uma tarde ensolarada? É azul. Você simplesmente constata. É óbvio e claro.

E, dessa forma, essas ideias e pensamentos a que me refiro surgem em mim.

Mas, novamente, o quão longe você deve ir para ajudar alguém? Você deve interferir na vida dela? Deve esperar ela pedir ajuda? E aquela pessoa que te pede um tipo de ajuda, mas que você sabe que será prejudicial para ela a longo prazo, você deve ajudar? Considere um mendigo que, honestamente, te pede dinheiro para comprar cigarro e cachaça. Você deve dar ou não?

Eu vejo pessoas ao meu redor cometendo erros, perdidas em interpretações equivocadas de situações que elas não conseguem entender, pois vendo somente por um aspecto.

Mas elas não querem me ouvir e nunca pediram minha opinião. A verdade é que ninguém realmente se importa ou valoriza a minha opinião quanto eu acho que deveria, em temas que eu, ou lapsos da minha consciência expandida, domina.

É como se eu tivesse vendo um filme passar diante de meus olhos, sem poder interferir.

Quão longe eu devo ir para gritar essas verdades? A resposta é muito simples: ir tão longe quanto permitirem. Se alguém se abre pra mim e pede minha opinião, esse é o máximo que eu posso ir. Eu não posso fazer algo se não pedirem.

E, agora, quão longe eu devo ir para me ajudar? Mergulhar na profundidade do meu ser é algo que ninguém vai fazer. Mesmo minha psicóloga, que a tantos anos me atende, é incapaz de compreender algumas verdades sobre mim, por mais que eu tente demonstrá-las. Como você explica que o céu é azul para alguém que nunca viu cor alguma?

Só Deus sabe.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s